Auditor da Sefaz é investigado por extorsão a empresário em Fortaleza


Notebooks e aparelhos celulares foram apreendidos

PorREDAÇÃO O POVO13:14 | 05/03/2020 FacebookTwitter

Quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos
Quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

Um auditor fiscal é investigado pelo crime de extorsão contra empresário em Fortaleza. De acordo com a Polícia Civil do Estado do Ceará, quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Delegacia de Combate à Corrupção (Decor) na manhã desta quinta-feira, 5. O auditor, no entanto, não foi preso. Em nota, a Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz-CE) afirmou que se coloca à disposição pra colaborar com as investigações da Polícia Civil.

“Vale ressaltar que a instituição disciplinou, em diversas ocasiões, a forma de atuação dos auditores nos procedimentos fiscais, com o objetivo de conferir segurança e transparência na relação com os nossos contribuntes”, afirmou. Caso haja comprovação dos fatos, o órgão afirmou que adotará medidas punitivas com base na legislação vigente.

De acordo com o delegado Osmar Berto, da Decor, o auditor fiscalizou uma empresa e “entrou em contato com o proprietário exigindo uma determinada quantia em dinheiro para que ele não efetuasse a autuação”. A infração é chamada de concussão, quando a extorsão é praticada por servidor público.

A Polícia foi acionada após a Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz/CE) receber denúncia de um contribuinte. O inquérito foi instaurado e, com as provas iniciais colhidas, os mandados de busca e apreensão foram expedidos.

Notebooks e aparelhos celulares foram apreendidos nas residências do investigado e encaminhadas para a perícia, que irá analisar o material em busca de mais provas. A Delegacia de Combate a Corrupção prossegue com a investigação.